26 fevereiro 2009

Eu vou por aí andando sem "destino", eu vou beijando um, dois, três, quatro e quantos eu quiser.. Estou solteira e não tem coisa mais chata do que ser solteira e não poder exercer o que a solteirice nos oferece!
Eu posso beber sem ficar preocupada se eu estou sendo a "vulgarzinha" em frente aos seus amigos, eu posso colocar aquela saia que você odeia, ou o decote que mostrem os meus peitos falsos, eu posso dançar, pular, gritar do jeito que me der. Eu posso paquerar, sair falando alto e se duvidar até dando cantadinhas baratas, só para ver aquele sorrisinho do desconhecido, espantado com a minha cara de pau.
Eu posso chamar atenção do jeito que eu me visto, do jeito que eu me arrumo. Eu posso colocar aquela maquiagem super pesada pela manhã que eu não ligo se alguém vai me olhar.
Mas o que me irrita profundamente é ter que ouvir, “Juliana você é louca, não sei como você consegue fazer essas coisas...”
E eu com uma fala curta e breve, respondo; ” estou vivendo!!”
Por meses fui presa a não ser eu, a sempre ter que me acostumar com as criticas e por mais que elas me irritassem, procurava entender “ahh se fosse comigo, eu não gostaria.” Foda-seeeeeeee! Eu não tenho mais ninguém para ficar me medindo, além dos meus pais!
Porque eu sou bobinha sabe gente?quando eu me apaixono eu consigo ser mais burra que o normal e sou um capacho no relacionamento, ás vezes eu me revolto, bato o pé, mas na maioria das vezes acabo sempre fazendo com que a relação permaneça estável. E quando eu vejo, eu já não sou mais eu. Eu sou o molde para o que queriam que eu fosse!
Mas agora eu saio por aí beijando pessoas que eu nem sei o nome, e não tenho vergonha de assumir isso! Eu posso até encontrar alguém na rua que eu já tenha ficado e nem reconhecer, e eu falo, “e daí?” eu sou é feita de momentos, eu gosto é do estrago! Pelo menos aquela pessoa mal me conhece, não sabe nada da minha vida e não tem direito algum de opinar sobre ela!
Eu me sinto bem assim, tem gente que não se sente! Paciência!!!!!
Mas enquanto eu não me apaixono por ninguém ou enquanto não acaba essa minha preguiça de relacionamentos (conhecer,paquerar,ficar, namorar, nhenhe,gutiguti, brigas, reconciliações, brigas,reconciliações,conviver com qualidade e defeito e ainda levar um pé na bunda no final) eu vou é viver na minha loucura e não me importo se vão fazer cara de espanto! São nessas horas que eu sinto o meu sangue pulsar, são nessas horas em momentaneidades que eu me sinto feliz! E a única coisa que eu não gosto é que são apenas momentos. Porque se dependesse de mim, minha vida seria assim e juro que não carregaria uma culpinha sequer.

Um comentário:

Luciana Andrade disse...

Juju,
Na verdade querida, podemos tudo sempre! E não se preocupe que em breve tem novidades no blog.. É só uma pausa estratégica...
Bjs meus