23 março 2009


Quatro amigas, depois de alguns conflitos e ocasionalmente discutem sobre os problemas que tinham em sua vida, discutindo uma relação problemática onde existiam, pais, irmãos, família, namorados, ficantes, rolos, solidão, problema de grana e afins.
Cada uma desentalando o que estavam sufocando, algumas lágrimas dando mais emoção ao abafos dos desabafos. Estavam perdendo aula e para quatro vestibulandas isso é bastante sério, mas o que estava em jogo ali era mais que isso.
Nunca me senti tão bem e mal ao mesmo tempo, muitas vezes no meio daquele diálogo vi os meus erros sendo cometidos por elas, a impotência como sempre apareceu, é horrível quando vemos problemas nos quais não podemos solucionar imediatamente, e sim só o tempo ou só nós mesmos.Cada um tem o seu jeito de lidar com cada problema, mas naquele dia, naquela hora, eu vi transbordando amor, mais do que problemas. Vi o quanto nos preocupávamos com a outra, vi desculpas sinceras, vi conflitos sendo solucionados, vi peito aberto sem arma, sem medo.
E isso fez ganhar a minha noite, não por ter visto minhas amigas sofrerem, enquanto eu também falava dos meus problemas, mas por saber que estamos unidas mais do que nunca e que se depender da gente essas conversas se tornarão mais freqüentes, para que isso tudo acabe o mais rápido possível, para dividirmos o peso em quatro e sairmos todas dessa, como sempre saímos. Eu que decidi abrir a minha boca, falar o que tinha me tirado do sério na semana que tinha passado, da “decepção” que eu tinha tomado com algumas atitudes delas, que para mim faltaram em um momento que eu precisei bastante. Agora me deu só uma vontade de agradecer, só por elas existirem.
Sei que elas vivem vendo esse blog, então queridas, esse é só para a gente! :*

2 comentários:

Luciana Andrade disse...

Existe coisa mais maravilhosa que a amizade e cumplicidade entre as mulhres? De certo que não!

Welker disse...

A cumplicidade entre mulheres até parece utópica as vezes, em minha opinião. Depois que vi uma disputa, ao vivo, de duas mulheres por uma vaga de estacionamento... vaga essa que foi ocupada por outra mulher alguns segundos depois... detalhe: a terceira mulher ralou a porta do carro num poste ao entrar de ré na vaga. :B