10 julho 2011

Gostando de mim.



Já tomei algumas taças de vinho, ligo o som e Caetano está aqui me dizendo “Só vou gostar de quem gosta de mim.” e nada mais importa além do meu desejo de dizer que as coisas caminharam de uma forma inesperada. Agora estou em um lugar muito mais tranquilo, seguro e acolhedor.       

Achei as respostas das coisas que eu nunca tive coragem de me perguntar. Não existe mais a pressa em me dar respostas nem em me fazer perguntas. A minha única pressa é em ser feliz! Estou serena como eu nunca tive antes e isso se tornou uma felicidade muito mais respeitável do que qualquer outro motivo eufórico, apenas por eu não ter deixado ninguém fazer isso por mim. :)

Nenhum comentário: